Riscos da recarga de Toner

Quanto você paga na recarga do seu Toner?

Vamos a um exemplo do toner mais comum utilizado hoje em dia:
Toner 285A - usado em vários modelos de impressora HP.

Qual o valor da recarga?
R$50,00 em média

Esse mesmo toner (novo compatível) aqui na Ágil Copiadoras de Assis
custa R$40,00.

Qual é a vantagem de fazer uma recarga desse toner?

O toner novo possui todas as peças novas, como cilindro, rolo magnético, lâmina de limpeza e todas as engrenagens, enquanto que o toner recarga só irá receber uma carga de pó, permanecendo com as mesmas peças usadas/desgastadas.

Então se você paga 50 reais na recarga, você estará pagando apenas pelo pó, porque, evidentemente, o toner já é seu e nenhuma peça dele foi trocada.

Daí você pode dizer ´mas na empresa que faço recarga eles trocam todas as peças´ (eu sinceramente não acredito nisso), mas mesmo assim, se nesse caso o toner NOVO custa menos que a recarga, qual seria a vantagem disso?

Qualidade da impressão
O toner novo sempre terá melhor qualidade que o toner recarga, porque o Cilindro do toner novo é NOVO, e o cilindro do toner recarga é USADO.
- - - - - - - - - -
Principais problemas com recarga de toner

Todo escritório necessita de impressoras para auxiliar em seu funcionamento. Hoje em dia, estima-se que 60% dos gastos com materiais destes ambientes são oriundos de suprimentos para impressão.

Muitas vezes, para diminuir estes gastos, as empresas recorrem ao recurso de outsourcing de impressão, que nada mais é do que a terceirização de todo serviço relacionado à gestão de impressão e seus equipamentos.

Por meio da implementação deste serviço, a empresa consegue reduzir custos e aumentar sua produtividade consideravelmente.

O melhor tipo de equipamento de impressão para se possuir em um escritório é sem sombra de dúvidas a impressora e/ou fotocopiadora a laser.

Com a sua rápida velocidade de impressão e sua qualidade incrivelmente satisfatória, estes equipamentos são perfeitos para as atividades que precisam ser feitas nestes ambientes.

O insumo utilizado nessas máquinas são chamados de toners, que por meio de cargas eletromagnéticas e fricção soltam pigmentos em pó de carbono e polímeros que são fundidos ao papel, resultando na impressão de algum texto ou imagem.

As impressoras a laser, no longo prazo, podem se provar extremamente econômicas, visto que, apesar dos cartuchos de toner serem mais caros se comparados com seus concorrentes, cartuchos de tinta, possuem uma capacidade de imprimir muito mais folhas por unidade.

Apesar disso, ainda é possível encontrar diversos problemas com este tipo de impressora e seus cartuchos. Muitos destes problemas estão relacionados diretamente com a qualidade do cartucho que será utilizado e no modo como o equipamento de impressão está sendo manuseado.

Para ajudar a minimizar a ocorrência destes problemas, preparamos este artigo com algumas dicas sobre toner, recargas e soluções eficazes.




Toner: original ou recarga?
Uma das maiores dúvidas entre os usuários de equipamentos de impressão é sobre que tipo de suprimento utilizar em sua máquina.

Os toners originais são normalmente os mais recomendados, entretanto seu preço pode ser bastante salgado.

Para evitar pagar muito caro por estes suprimentos, algumas pessoas optam por comprar toners remanufaturados (recarga) ou compatíveis com a impressora.

Entretanto, é preciso estar atento à algumas considerações a serem feitas.

É muito comum ao pesquisar sobre quais suprimentos de impressão utilizar que se encontrem informações que dizem que os toners recarregados possuem qualidade inferior e podem até mesmo danificar o equipamento de impressão.

Isso realmente possui um fundo de verdade, mas não é em 100% dos casos.

Quando o processo é feito por meio de profissionais qualificados e equipamentos necessários, não há o que temer sobre danos à impressora.

Existem muitas empresas mal intencionadas que utilizam de tintas de qualidade inferior e realizam o processo de recarga de uma maneira não qualitativa.

O resultado disso pode ser catastrófico, visto que o suprimento recarregado de maneira errada pode vazar tinta na impressora e causar danos internos que podem ser até mesmo irreversíveis.

Quem é preocupado com a vida útil de seu equipamento deve ficar ciente sobre alguns fatores quando usa um toner remanufaturado.

Um destes fatores é a perda da garantia. Muitas empresas que fabricam impressoras anulam a garantia do equipamento em caso de danos por uso de toners remanufaturados.

Sendo assim, você pode perfeitamente utilizar os toners remanufaturados, mas se der o azar de a impressora estragar justamente por culpa de um problema no toner, saiba que sua garantia tem grandes chances de ser anulada.

Sabendo sobre todas estas informações sobre os toners remanufaturados, é possível concluir que não há problema em utilizá-los.

Entretanto é preciso frisar que, os toners originais são os mais recomendados para o uso em sua impressora, visto que são desenvolvidos exatamente para funcionar com o equipamento e passaram por diversos testes de qualidade.

Problemas com recarga de toner
Apesar de ser comprovadamente, se feito corretamente, um processo seguro, a recarga de toner pode apresentar alguns problemas.

Grande parte destes problemas se dá pela utilização do mesmo toner diversas vezes.

Um cartucho de toner, quando utilizado muitas vezes, pode resultar em desgaste de alguns componentes essenciais para seu funcionamento.

Quando isso acontece, é possível perceber problemas na impressão como manchas nas laterais e falhas no texto.

Em busca de minimizar estes problemas, é preciso estar atento em como as empresas realizam a recarga de toner.

Empresas que utilizam o mesmo cartucho diversas vezes ou que fazem o processo sem os equipamentos necessários, com certeza disponibilizarão um suprimento de péssima qualidade.

Veja abaixo as falhas mais comuns e suas causas:

O cilindro 
Recebe a imagem gerada pelo laser e a projeta no papel.
Erros comuns:
- Impressão clara devido a um desgaste natural de sua camada fotocondutora;
- Manchas laterais contínuas decorrente da descamação da película nas extremidades, aonde sofre maior desgaste;
- Manchas aleatórias que se repetem 4 vezes ao longo da impressão. Geralmente um cilindro suporta quatro recargas.

Rolo Magnético 
Conduz o toner para o cilindro
Erros comuns:

- Falhas na impressão e baixa resolução;
- Página em branco.


Rolo PCR 
Responsável por retirar a imagem do cilindro e preparar uma nova impressão.
Erros comuns:

- Manchas aleatórias que se repetem de 7 a 8 vezes.


Lâmina de Limpeza 
Responsável pela retirada do excesso de pó de toner no cilindro após a impressão.
Erros comuns:

- Listas verticais;
- Em casos mais graves, grandes manchas na impressão.


Lixeira 
Na lixeira é acumulados todos os detritos e restos de toner. Atenção: O toner contido na lixeira está contaminado e não pode ser recuperado/reutilizado, ou seja, deve ser descartado.
Erros comuns:

- Quando muito cheias, começam a vazar e manchar a folha, às vezes por completo;
- O pó de toner pode ficar acumulado somente de um lado da lixeira e começar a transbordar, causando manchas parciais.


Conclusão
A recarga de toner pode ser uma ótima solução para quem busca economia.

Entretanto, é preciso estar atento sobre como o processo de recarga foi realizado e qual a garantia que a empresa que fornece este serviço fornece.

Fonte:
http://blog.lemarink.com.br/principais-problemas-com-recarga-de-toner/

- - - - - - - - - - 

Recondicionar ou comprar outro toner, o que é melhor?

Hoje em dia é possível encontrar não só toners originais e compatíveis para todo tipo de impressora, como também os recarregados e recondicionados. 

Mas será que devemos recondicionar ou comprar outro toner? 
O que é melhor?

Antigamente, ter uma impressora em casa era um luxo, pois as máquinas custavam muito caro. No entanto, com o passar do tempo, as tecnologias foram se adaptando e houve o barateamento das impressoras. Por outro lado, o preço dos toners aumentou, para que os fornecedores não perdessem sua margem de lucro. Essa mudança criou um mercado completamente novo: o da recarga de toners.

Há uma diferença entre toners recarregados e toners recondicionados
No caso dos recarregados, eles simplesmente recebem uma recarga de tinta similar a original. 

Já os toners recondicionados ganham uma manutenção completa: eles são abertos, desmontados, limpos e recarregados. Depois do processo, eles ainda são testados para saber se a qualidade de impressão manteve-se compatível com a original.

Quem compra toners recondicionados ou recarregados o faz, principalmente, por causa do preço, bem inferior ao dos originais. Muitas pessoas levam seus próprios toners para fazer a recarga em locais especializados neste tipo de serviço, sem pensar muito se pode haver alguma consequência em relação à utilização deste material em sua impressora.

No entanto, uma dúvida bastante comum é se os toners recondicionados ou recarregados podem estragar a impressora.

Quem faz uso doméstico da impressora, imprimindo pequenos documentos ou trabalhos escolares esporadicamente, geralmente não sente muita diferença ao utilizar os toners recondicionados ou recarregados. No entanto, quem precisa fazer impressões de grande escala ou de alta qualidade costuma sentir a diferença na hora que o documento sai da impressora.

Isso acontece porque o toner recondicionado utiliza a carcaça de um toner original ou compatível que já foi utilizado. Mesmo que ele passe por todo um processo de desmontagem, limpeza e teste, ele já sofreu o desgaste natural para o qual foi projetado. Além disso, as tintas utilizadas não são as originais da marca. Isso faz com que possam ocorrer falhas na impressão, manchas de tinta, entupimentos e outros tipos de problemas que não seriam causados por um toner original. Quanto mais vezes um toner for recondicionado, maior a probabilidade de apresentar problemas em sua estrutura ou nas impressões.

Para quem trabalha com um número pequeno de impressões quase não sente esses problemas. No entanto, em um parque de impressões, com várias impressoras fazendo um grande número de impressões diárias, as consequências de não se estar utilizando toners de boa qualidade podem ser sentidas rapidamente e causarem vários prejuízos.

Outro problema mais grave que pode ocorrer com os toners recondicionados é o vazamento de tinta. Tais vazamentos podem danificar a impressora, principalmente se ela se espalhar pelos mecanismos internos de circuito lógico, tração ou outras peças mais sensíveis. Se a impressora estiver dentro da garantia e for para assistência técnica, eles podem provar que o problema ocorreu devido a mau uso do consumidor através de toners não originais. Isso faz com que a pessoa perca a garantia oferecida pela marca.

Usar ou não toner recondicionado?

Cabe a cada tipo de usuário decidir o que é melhor para si e sua impressora. Quem necessita de impressões de alta qualidade deve optar sempre por toners originais, para que seu material fique como o desejado e a impressora não precise de manutenção constante.

Já os usuários caseiros podem fazer a opção mais barata, tendo em vista que suas impressões não necessitam de uma qualidade tão grande. No entanto, se houver algum problema na impressora, é provável que haja perda da garantia da máquina devido a seu mau uso.

Fonte:
http://www.maxquality.com.br/recondicionar-ou-comprar-outro-toner-o-que-e-melhor/
- - - - - - - - - -